Volvo e Microsoft se unem para vender carros usando o HoloLens

Parceria entre as empresas vai utilizar o óculos de realidade virtual para permitir que os consumidores conheçam os carros da montadora.

Os consumidores que quiseram comprar um Volvo no futuro poderão procurar pelo carro dos seus sonhos ao olhar renderizações holográficas em vez de chegar a entrar em uma loja/showroom físico cheios de veículos.

A fabricante sueca de automóveis anunciou nesta semana uma nova parceria com a Microsoft para usar o headset de realidade virtual HoloLens, da Microsoft, para fornecer a experiência de um showroom virtual aos clientes.

Em um post sobre o assunto, o diretor sênior da equipe de marketing da HoloLens, Scott Erickson, disse que a novidade permitirá que os consumidores vejam o interior do carro, por exemplo.

Essa é uma aplicação clara e útil para o HoloLens, um headset que permite aos usuários sobreporem objetos digitais no mundo em volta deles. O produto faz isso por traz uma unidade cheia de sensores e ferramentas de processamento para criar uma janela no campo de visão dos usuários, pelo qual podem interagir com os objetos digitais.

A Volvo e a Microsoft também estão trabalhando juntas em outras iniciativas de tecnologia, de acordo com uma reportagem da GeekWire. Segundo o site, as duas empresas também se juntaram para criar carros autônomos, o que as coloca em competição com outros nomes como Tesla e Google, além da própria Apple, caso os eternos rumores sobre um “iCar” realmente se concretizem.

Essa é apenas mais uma das muitas parcerias que a Microsoft vem fazendo com o seu equipamento de realidade virtual. A empresa de Redmond já anunciou anteriormente que está trabalhando com a NASA e a Case Western Reserve University para criar aplicações para o aparelho.

Os desenvolvedores independentes que quiserem colocar as mãos no HoloLens, devem preencher um documento especial da Microsoft para comprar um kit de desenvolvimento do produto que custa 3 mil dólares. Ainda não está claro como essa versão (que deve começar a ser entregue no primeiro trimestre de 2016) se compara com a edição final do HoloLens, ainda sem previsão de lançamento.

Microsoft e Volvo se unem para vender carros usando o HoloLens Parceria entre as empresas vai utilizar o óculos de realidade virtual para permitir que os consumidores conheçam os carros da montadora sueca. Os consumidores que quiseram comprar um Volvo no futuro poderão procurar pelo carro dos seus sonhos ao olhar renderizações holográficas em vez de chegar a entrar em uma loja/showroom físico cheios de veículos.

A fabricante sueca de automóveis anunciou nesta semana uma nova parceria com a Microsoft para usar o headset de realidade virtual HoloLens, da Microsoft, para fornecer a experiência de um showroom virtual aos clientes. Em um post sobre o assunto, o diretor sênior da equipe de marketing da HoloLens, Scott Erickson, disse que a novidade permitirá que os consumidores vejam o interior do carro, por exemplo.

Essa é uma aplicação clara e útil para o HoloLens, um headset que permite aos usuários sobreporem objetos digitais no mundo em volta deles. O produto faz isso por traz uma unidade cheia de sensores e ferramentas de processamento para criar uma janela no campo de visão dos usuários, pelo qual podem interagir com os objetos digitais. A Volvo e a Microsoft também estão trabalhando juntas em outras iniciativas de tecnologia, de acordo com uma reportagem da GeekWire. Segundo o site, as duas empresas também se juntaram para criar carros autônomos, o que as coloca em competição com outros nomes como Tesla e Google, além da própria Apple, caso os eternos rumores sobre um “iCar” realmente se concretizem.

Essa é apenas mais uma das muitas parcerias que a Microsoft vem fazendo com o seu equipamento de realidade virtual. A empresa de Redmond já anunciou anteriormente que está trabalhando com a NASA e a Case Western Reserve University para criar aplicações para o aparelho.

Os desenvolvedores independentes que quiserem colocar as mãos no HoloLens, devem preencher um documento especial da Microsoft para comprar um kit de desenvolvimento do produto que custa 3 mil dólares. Ainda não está claro como essa versão (que deve começar a ser entregue no primeiro trimestre de 2016) se compara com a edição final do HoloLens, ainda sem previsão de lançamento.

Destaque
Notícias Recentes