RESUMO CONFERENCIA MUNDIAL SOBRE EMISSÕES

No primeiro dia da conferência destacamos a participação de Fabio Feldmann de ex Deputado Federal por São Paulo e ambientalista falando sobre o impacto das normas mais rigorosas para combustíveis e melhoria da qualidade do Ar no Brasil e América Latina.

Tim Cheyne Diretor de Emissões da Integer Research, deu uma boa palestra sobre experiências de reduções de emissões no mercado americano e europeu com ARLA32.

O Estado do Rio de Janeiro na vanguarda dos melhores programas de renovação de frota, Marcelo Deicon que faz parte da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, explicou como o Estado vai fazer para reduzir a idade média da frota, de 17 anos para 12. O programa prevê benéficos para caminhões velhos que vão para reciclagem.

Na Noruega estão sendo desenvolvidas as melhores tecnologia embarcadas para catalisadores, Carson Spencer, presidente da Wema falou sobre a evolução da tecnologia de sensores, as melhores práticas de manutenção dos caminhões. Ainda tecnologia norueguesa, Lars Tingaard da empresa Haldor Topsoe líder na fabricação de catalisadores de Vanadio falou sobre NOx em veículos EGR, importância da qualidade do combustível para garantia da reduções de emissões.

No segundo dia na parte da manhã o foco da conferência esteve voltado para tecnologias de OBD (On Board Diagnose), a importância dos procedimentos de diagnóstico de bordo para monitorar o controle de emissões e os desafios do mercado global além do futuro dos padrões de diagnósticos. As apresentações foram realizadas por José Lazzarini da MWM e Torsen Rimkus da FPT Industrial.

Representante da ANP Rosangela Araujo, afirmou que o B6 (6% de biodiesel misturados ao diesel mineral) está a caminho em fase final para implantação. Ela abordou assuntos sobre a garantia da qualidade do produto e os vários projetos de certificação laboratorial que ajude a analisar a qualidade do produto Brasil afora. Atenção especial para capacidade do nosso País de disponibilizar o diesel de baixo teor de enxofre S10 em toda rede de postos na rodovia o que possibilitou a implantação com sucesso do programa de redução de emissões. Países como Rússia, China e Índia não conseguiram implantar integralmente por dificuldades logísticas.

Os engenheiros da IVECO E Mercedes-Bens Fabio Nicora e Rodrigo Mozardo, fizeram apresentações técnicas de alto nível sobre as tecnologias que suas empresas vêem desenvolvendo de motores a gás natural e diesel, eles avaliaram a situação do mercado de gás no Brasil, as experiências obtidas no mercado externo com esta tecnologia Flex e as perspectivas de aumento de investimento no Brasil e outros países da América Latina.

Na parte da tarde abriu-se com uma apresentação sobre legislação de emissões para veículos não rodoviários, isto é muito importante para nossa região pois se tratam de veículos como colhedeiras, tratores, máquinas de construção, geradores, etc. As empresas fabricantes de veículos estão obrigadas a certificar seus motores para atingir os níveis de emissões PROCONVE MAR1, o que quer dizer padrões de emissões que exigem uso de ARLA32 ou tecnologias compatíveis para redução de emissões.

Fechamos o dia com representante da APROVE DIESEL, uma associação de interessados em buscar a liberação de veículos de passageiros com ciclo diesel. Esta associação busca entender porque o Brasil ainda proíbe alta tecnologia largamente utilizada na Europa e Estados Unidos de ser introduzida por aqui. A associação vem buscando aprovações para introduzir frotas experimentais para avaliações de impacto e benefício, algumas montadoras já produzem veículos com motor diesel em plantas brasileiras que são exportados para Argentina. Mais informações podem ser acessados no site www.aprovediesel.com.br

Tem sido muito proveitoso tenho certeza que EVOLUA32 vai levar até nossos clientes as últimas novidades, tendências e tecnologias utilizada para redução de emissões veiculares.

Destaque
Notícias Recentes